ANUNCIAD

domingo, 6 de fevereiro de 2011

QUESTÕES DE GEOGRAFIA: FONTES DE ENERGIA

FONTE: GEOGRAFIA PARA TODOS
1) (FUVEST) O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é um indicador do nível de desenvolvimento socioeconômico de um dado país que leva em conta, simultaneamente, diversos aspectos, tais como expectativa de vida, índice de mortalidade infantil, grau de escolaridade e poder de compra da população. A relação entre o consumo anual de energia per capita (TEP) e o IDH, em vários países, está indicada no gráfico abaixo, no qual cada ponto representa um país.
Com base nesse conjunto de dados, pode-se afirmar que:
a) O IDH cresce linearmente com o consumo anual de energia per capita;
b) O IDH aumenta, quando se reduz o consumo anual de energia per capita;
c) A variação do IDH entre dois países é inferior a 0,2, dentre aqueles, cujo consumo anual de energia per capita é maior que 4 TEP;
d) A obtenção de IDH superior a 0,8 requer consumo anual de energia per capita superior a 4 TEP;
e) O IDH é inferior a 0,5 para todos os países com consumo anual de energia per capita menor que 4 TEP.
2) (FEI) Na tabela a seguir, são apresentados dados de 2007 sobre a produção de petróleo de países e blocos econômicos:
 Fonte: ANP (Agência Nacional do Petróleo), Anuário, 2008.
As letras a, b e c correspondem respectivamente à produção:
a) da China, da OPEP e dos EUA;
b) da Rússia, dos EUA e da OPEP;
c) dos EUA, da OPEP e da Rússia;
d) dos EUA, da Rússia e da OPEP;
e) da China, dos EUA e da União Européia.
3) (UNESP) Os setogramas mostram a Produção Energética Mundial em dois momentos distintos: 1973 e 2005.
 (Dan Smith. Atlas da Situação Mundial. Um levantamento único dos eventos correntes e das tendências globais. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2007.)
 A partir da observação dos gráficos e dos seus conhecimentos pode-se afirmar que:
a) No contexto da produção energética mundial, entre os dois momentos analisados, a energia nuclear teve uma diminuição em seus índices porque sua construção e operação apresentam altos custos, com elevada emissão de gases de efeito estufa;
b) Atualmente, a fonte de energia renovável que mais aumenta a produção é a eólica, devido ao funcionamento mais limpo e mais confiável, apesar da média emissão de gases;
c) A grande queda na produção de energia a partir do petróleo ocorreu nesse período devido à redução das reservas petrolíferas mundiais e o crescente desenvolvimento de novas tecnologias de energias não renováveis como a geotérmica e o biocombustível;
d) O rápido aumento da produção de energia de fontes não-renováveis, como a solar, hidráulica, marés, correntes marítimas e biomassa deve-se ao fato de não gerarem poluição e risco de grandes acidentes;
e) A redução de energia produzida pelo carvão mineral deve-se, entre vários fatores, ao fato de provocar elevada emissão de gases de efeito estufa e contribuir para a ocorrência de chuva ácida.
4) (UNESP) O petróleo não é uma matéria-prima renovável e precisou de milhões de anos para sua criação. A maioria dos poços encontra-se no Oriente Médio, na antiga União Soviética e nos EUA. Sua importância aumentou desde meados do século XIX, quando era usado na indústria e hoje é um dos grandes fatores de conflitos no Oriente Médio. Aponte as três primeiras grandes crises do petróleo nos últimos anos:
 a) A primeira foi em 1973, quando os EUA tentaram invadir Israel para dominar os poços petrolíferos desse país; a segunda foi em 1979, quando foi criado o Estado da Palestina e eclodiu o conflito com a Arábia Saudita; a terceira foi em 1991, quando começou a guerra do Iraque;
b) A primeira foi em 1973, quando houve uma crise de produção no Oriente Médio, levando ao aumento do preço dos barris de petróleo no mundo todo; a segunda foi em 1979, quando o Kuwait se recusou a vender petróleo para os EUA; a terceira foi em 1991, quando começou a guerra dos EUA contra o Afeganistão;
c) A primeira foi em 1973, devido ao conflito árabe-israelense; a segunda em 1979, quando os árabes diminuíram a produção de barris; a terceira em 1991, que acabou gerando a Guerra do Golfo, quando o Iraque invadiu o Kuwai;
d) A primeira foi em 1973, quando o Iraque invadiu a Palestina; a segunda foi em 1979, período de baixa produção de petróleo no Oriente Médio; a terceira foi em 1991, devido à Guerra do Golfo;
e) A primeira foi em 1973, quando vários países do mundo exigiram a fundação da OPEP para controlar os preços dos barris de petróleo; a segunda foi em 1979, quando se deu o conflito árabe-israelense; a terceira foi em 1991, quando teve início a guerra da Palestina.
5) (ESPM) Apesar da crise internacional, os Estados Unidos seguem como a grande potência econômica do mundo e, consequentemente, polarizando inúmeros países com os quais mantêm estreitas relações. O mapa abaixo configura uma relação com a potência e está retratando:
(Atlas da globalização, 2003.)
a) As principais áreas de origem dos imigrantes no país;
b) Os principais mercados de software do Vale do Silício;
c) Países suspeitos de organizarem atentados contra os Estados Unidos;
d) Países com quem mantêm tratados comerciais especiais;
e) Os principais fornecedores de petróleo.
6) (PUC -SP) Observe o gráfico para responder às duas próximas questões.
Durand, Marie-Françoise [et al.]. Atlas da mundialização 2009: compreender o espaço mundial contemporâneo. São Paulo: Saraiva, 2009. p. 101-102.
(PUC - SP) Escolha, a seguir, a alternativa que o interpreta corretamente:
a) O Brasil tem destaque no consumo de energias renováveis graças à produção do etanol;
b) O petróleo é a principal fonte de consumo de energia nos três maiores centros consumidores de energia;
c) Os principais polos consumidores de petróleo no gráfico são também os maiores produtores;
d) Os combustíveis fósseis são ainda muito dominantes no mundo, refletindo a distribuição dos centros econômicos mais poderosos do mundo;
e) A situação inferior do uso da energia nuclear assim como da hidroeletricidade, se deve a escassez das matérias primas para sua produção.
7) (PUCSP) Agora leia com atenção:
“A China está negociando com o governo da Nigéria os direitos de exploração de algumas das maiores jazidas de petróleo do país africano. Segundo especialistas, o negócio deve ficar em torno de US$ 40 bilhões e garantir à potência asiática acesso a 6 bilhões de barris de petróleo, mais de 1/6 das reservas nigerianas comprovadas.”
(FOLHA de S. Paulo. China negocia 1/6 do petróleo nigeriano. 30/09/2009, p. B1)
Ainda considerando o gráfico e somando a ele essa notícia, é correto afirmar que na China
a) O imenso crescimento obriga o país a buscar estrategicamente fontes de energia em outras partes do mundo;
b) Vale a pena a associação com a Nigéria, para ter acesso aos preços mais baixos do barril de petróleo nos países pobre;
c) o petróleo representa a maior parte do consumo de energia, daí ser lógico aproveitar essa especialização e procurar ter acesso a fontes no exterior;
d) a estratégia de buscar petróleo no exterior visa ao futuro, visto que, no presente, a China não é muito dependente de fontes de energia fósseis;
e) associar-se na exploração de jazidas no exterior é caso único, pois os outros países consumidores de petróleo não praticam essa estratégia.
8) (UFOP) “Não existe geração de energia sem impacto ambiental. Esse impacto só será reduzido, se diminuirmos o consumo”, ressalta o pesquisador da Faculdade de Engenharia Mecânica da Unicamp, Gilberto Januzzi, em matéria publicada em 12/12/2004 no site http://www.comciencia.br.
Dentre as fontes de energia indicadas abaixo, assinale a opção que apresenta a fonte alternativa de menor impacto ambiental.
a) Construção de pequenas centrais hidrelétricas (PCHs);
b) Construção de usinas térmicas que aproveitam a energia do urânio e do plutônio;
c) Geração de energia a partir dos ventos (eólica);
d) Utilização de bagaço da cana e de biogás de lixo (biomassa).
9) (UTRPR) A energia elétrica é produzida principalmente em usinas termoelétricas, hidrelétricas e termonucleares. Em qualquer dessas usinas, ela é produzida numa turbina, que consiste, essencialmente, num conjunto cilíndrico de ferro que gira em torno de seu eixo no interior de um receptáculo imantado. Na turbina, portanto, a energia cinética (de movimento) é transformada em energia elétrica. Nos diferentes tipos de usinas, o que difere é a energia primária utilizada para mover as turbinas.
 Considerando o assunto acima e seus conhecimentos sobre energia primária é correto afirmar que:
a) O carvão mineral e o gás natural correspondem às energias primárias mais utilizadas em termoelétricas, nos países subdesenvolvidos, gerando e consumindo aproximadamente a metade da energia elétrica produzida no planeta;
b) Entre as fontes não-renováveis de energia, o carvão mineral é o mais abundante, principalmente no Hemisfério Norte. Segundo estimativas, quando o petróleo se esgotar, as reservas de carvão ainda terão um período de exploração muito longo;
c) O petróleo pode ser substituído pelo carvão mineral, em situação de crise e aumento de preço, devido às maiores reservas disponíveis em países como o Brasil e a Venezuela;
d) Países de dimensões continentais como o Brasil, Estados Unidos da América do Norte e a Rússia, apresentam uma enorme disponibilidade de recursos hídricos, porém com baixo aproveitamento hidroenergético;
e) A tecnologia disponível para transformar o xisto betuminoso em energia primária pode ser, uma importante fonte primária, devido ao baixo custo de beneficiamento e às enormes reservas.
10) (UEL) A política estadunidense de estímulo à produção de etanol está vinculada:
a) Não apenas à procura de combustíveis alternativos, dos quais o etanol é um exemplo, mas também a transformações no processo produtivo, beneficiando, assim, a proteção de reservas florestais de países em desenvolvimento;
b) À busca de transformações culturais e políticas, de modo a promover uma verdadeira "revolução verde", com mudanças permanentes de padrões e hábitos de produção, distribuição, circulação e consumo de alimentos industrializados;
c) À lógica de mercado, segundo a qual o cultivo de produtos agrícolas é direcionado para a fabricação de biocombustíveis, mais lucrativos, o que gera escassez e elevação dos preços dos alimentos;
d) À procura de combustíveis alternativos, como o etanol, a fim de potencializar o uso da terra, gerando emprego, renda e conjuntamente a expansão da produção de alimentos para um mercado em constante processo de ampliação;
e) A mudanças de uma cultura consumista para uma cultura preservacionista, objetivando a manutenção dos padrões atuais de desenvolvimento econômico e social e a preservação dos recursos naturais do planeta.


GABARITO
1 - c     2 -  d     3 - e     4 -c     5 - e     6 - d     7 - a     8 - c     9 - b     10 - c
Postar um comentário