BOO-BOX

BOO-BOX

sexta-feira, 15 de abril de 2011

QUESTÕES DE VESTIBULARES SOBRE VEGETAÇÃO


1) (UFSM - adaptada)
LUCCI, E. A.; MENDONÇA, C; BRANCO, A. L. Geografia Geral e do Brasil - ensino médio. São Paulo: Saraiva, 2005. p.326.
Em relação ao perfil da vegetação mostrado na figura, é correto afirmar que caracteriza o bioma de formação vegetal do tipo:
a) Floresta Equatorial com dossel superior formado por árvores de grande porte e, no nível médio, por espécies arbóreas de médio porte e epífitas;
b) Tundra com cobertura vegetal de pequeno porte, constituída de musgos, liquens e gramíneas de ciclo vegetativo curto;
c) Floresta Boreal, caracterizada por uma vegetação de grande porte, relativamente homogênea, representada pela Taiga;
d) Savana, composta por dois extratos, o arbóreo-arbustivo, de caráter lenhoso, e o herbáceo-subarbustivo, formado pelas gramíneas e outras ervas.
2) (MACK - adaptada) Observe a imagem e o mapa abaixo para responder a questão.
Observando o mapa, é correto afirmar que o fenômeno apresentado pela foto corresponde:
a) Ao processo de desmatamento para a expansão da agropecuária, sobretudo a soja e a criação de bovinos, que ocorre na Amazônia Legal, identificado pelo mapa 1;
b) À uma das consequências que se pode notar com o desmatamento da Floresta de Araucárias para a produção de papel, identificado no mapa pelo número 5;
c) Aos deslizamentos ou escorregamentos de solos, decorrentes de formas inadequadas de ocupação, frequentemente observados na região identificada pelo número 4;
d) Ao processo de devastação do Cerrado em função da expansão de cultivos mecanizados de grãos para exportação, verificados na região identificada pelo número 3.
3) (PUC-RIO - adaptada) 
A imagem apresenta vegetação típica do cerrado brasileiro e, ao fundo, uma das formações características do seu relevo. Com base nessa informação, assinale a alternativa correta:
a) O domínio do Cerrado corresponde, em geral, ao clima semiárido e à vegetação assemelhada ao deserto africano, e sua ocorrência corresponde ao Planalto Meridional com seus típicos "Mares de Morros";
b) No domínio do Cerrado geralmente predomina o clima semiúmido, com presença de vegetação semelhante à savana africana, e sua ocorrência corresponde ao Planalto Central, com suas típicas "chapadas e chapadões";
c) No domínio do Cerrado, geralmente predominam estações úmidas prolongadas (5 a 7 meses) e vegetação assemelhada à das estepes africanas e sua ocorrência corresponde ao Planalto das Guianas, com suas típicas "cuestas";
d) O domínio do Cerrado corresponde em geral, à região de convergência dos alísios, com vegetação rasteira assemelhada à das pradarias africanas, e sua ocorrência corresponde ao Planalto Atlântico, com suas típicas "coxilhas".
4) (UFRPE - adaptada) O desenho a seguir retrata um importante domínio morfoclimático brasileiro.
Com relação a esse domínio, é correto afirmar que ele:
a) Surge dominantemente em climas subtropicais secos, particularmente no Nordeste brasileiro;
b) Apresenta uma vegetação tipicamente hidrófila, especialmente no Sertão;
c) Possui solos bem desenvolvidos, sobretudo nas encostas e inselbergues, mas com pobreza de recurso nutrientes;
d) Tem formações vegetais consideradas xerófilas, adaptadas, portanto, ao déficit hídrico.
5) (ENEM - adaptada) Os lixões são o pior tipo de disposição final dos resíduos sólidos de uma cidade, representando um grave problema ambiental e de saúde pública. Nesses locais, o lixo é jogado diretamente no solo a céu aberto, sem nenhuma norma de controle, o que causa, entre outros problemas, a contaminação do solo e das águas pelo chorume (líquido escuro com alta carga poluidora, proveniente da decomposição da matéria orgânica presente no lixo).
RICARDO, B.; CANPANILLI, M. Almanaque Brasil Socioambiental, 2008. São Paulo, Instituto Socioambiental, 2007.
Considere um município que deposita os resíduos sólidos produzidos por sua população em um lixão. Esse procedimento é considerado um problema de saúde pública porque os lixões:
a) Causam problemas respiratórios, devido ao mau cheiro que provém da decomposição;
b) São locais propícios a proliferação de vetores de doenças, além de contaminarem o solo e as águas;
c) Provocam o fenômeno da chuva ácida, devido aos gases oriundos da decomposição da matéria orgânica;
d) São responsáveis pelo desaparecimento das nascentes na região onde são instalados, o que leva à escassez de água.
6) (ENEM - adaptada) Observe a imagem para responder a questão.
TEIXEIRA, W. et.al. (Orgs). Decifrando a Terra. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2009.
O esquema representa um processo de erosão em encosta. Que prática realizada por um agricultor pode resultar em aceleração desse processo?
a) Associação de culturas;
b) Implantação de curvas de nível;
c) Terraceamento na propriedade;
d) Aração do solo, do topo ao vale.
7) (ENEM - adaptada) Coube aos Xavante e aos Timbira, povos indígenas do Cerrado, um recente e marcante gesto simbólico: a realização de sua tradicional corrida de toras (de buriti) em plena Avenida Paulista (SP), para denunciar o cerco de suas terras e a degradação de seus entornos pelo avanço do agronegócio.
RICARDO, B.; RICARDO, F. Povos indígenas do Brasil: 2001-2005. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2006 (adaptado).
A questão indígena contemporânea no Brasil evidencia a relação dos usos socioculturais da terra com os atuais problemas socioambientais, caracterizados pelas tensões entre:
a) A expansão territorial do agronegócio, em especial nas regiões Centro-Oeste e Norte, e as leis de proteção indígena e ambiental;
b) Os grileiros articuladores do agronegócio e os povos indígenas pouco organizados no Cerrado;
c) As leis mais brandas sobre o uso tradicional do meio ambiente e as severas leis sobre o uso capitalista do meio ambiente;
d) Os povos indígenas do Cerrado e os polos econômicos representados pelas elites industriais paulistas.
8) (ENEM - adaptada) A poluição e outras ofensas ambientais ainda não tinha esse nome, mas já eram largamente notadas no século XIX, nas grandes cidades inglesas e continentais. E a própria chegada ao campo das estradas de ferro suscitou protestos. A reação antimaquinista, protagonizada pelos diversos luddismos, antecipa a batalha atual dos ambientalistas. Esse era, então, o combate social contra os miasmas urbanos.
SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: EDUSP, 2002 (adaptado).
O crescente desenvolvimento técnico-produtivo impõe modificações na paisagem e nos objetos culturais vivenciados pelas sociedades. De acordo com o texto, pode-se dizer que tais movimentos sociais emergiram e se expressaram por meio:
a) Das ideologias conservacionistas, com milhares de adeptos no meio urbano;
b) Das políticas governamentais de preservação dos objetos naturais e culturais;
c) Da contestação à degradação do trabalho, das tradições e da natureza;
d) Dos boicotes aos produtos das empresas exploradoras e poluentes.
9) (ENEM - adaptada) O despejo de dejetos de esgotos domésticos e industriais vem causando sérios problemas aos rios brasileiros. Esses poluentes são ricos em substâncias que contribuem para a eutrofização de ecossistemas, que é o enriquecimento da água por nutrientes, o que provoca um grande crescimento bacteriano e, por fim, pode promover escassez de oxigênio. Uma maneira de evitar a diminuição da concentração de oxigênio no ambiente é:
a) Aquecer as águas dos rios para aumentar a velocidade de decomposição dos dejetos;
b) Retirar do esgoto os materiais ricos em nutrientes para diminuir a sua concentração nos rios;
c) Adicionar bactérias anaeróbicas às águas dos rios para que elas sobrevivam mesmo sem oxigênio;
d) Aumentar a solubilidade dos dejetos no esgoto para que os nutrientes fiquem mais acessíveis às bactérias.
10) (ENEM - adaptada) As cidades industrializadas produzem grandes proporções de gases como o CO², o principal gás causador do efeito estufa. Isso ocorre por causa da quantidade de combustíveis fósseis queimados, principalmente no transporte, mas também em caldeiras industriais. Além disso, nessas cidades concentram-se as maiores áreas com solos asfaltados e concretados, o que aumenta a retenção de calor, formando o que se conhece por "ilhas de calor". Tal fenômeno ocorre porque esses materiais absorvem o calor e devolvem para o ar sob a forma de radiação térmica. Em áreas urbanas, devido à atuação conjunta do efeito estufa e das "ilhas de calor", espera-se que o consumo de energia elétrica:
a) Diminua devido à utilização de caldeiras por indústrias metalúrgicas;
b) Aumente, devido ao bloqueio da luz do sol pelos gases do efeito estufa;
c) Diminua devido à não necessidade de aquecer a água utilizada em indústrias;
d) Aumente, devido à necessidade de maior refrigeração de indústrias e residências.
11) (ENEM - adaptada) Observe a imagem abaixo:
 ZIEGLER, M. F. Energia Sustentável. Revista IstoÉ. 28 abr. 2010.
A fonte de energia representada na figura, considerada uma das mais limpas e sustentáveis do mundo, é extraída pelo calor gerado:
a) Pela circulação do magma no subsolo;
b) Pelo sol que aquece as águas com radiação ultravioleta;
c) Pela queima do carvão e combustíveis fósseis;
d) Pelos detritos e cinzas vulcânicas.

GABARITO
1 - a    2 - c    3 - b   4 - d    5 - b   6 - d   7 - a    8 - c    9 - b   10 - d    11 - a

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog

Carregando...